Você conhece a história da pizza marguerita?

Postado em: Curiosidades

Existem vários indícios de que povos antigos, como os egípcios e turcos, já consumiam variações de massas à base de farinha de trigo com algum tipo de cobertura em suas dietas. Porém, nessa época, as iguarias compostas de farinha eram todas nomeadas como “pães”, sem qualquer distinção, independentemente do formato.

A tradicional pizza, como conhecemos hoje, certamente é inspirada na famosa especialidade italiana de mesmo nome. Além da massa típica, alguns sabores aos quais estamos acostumados são frutos de passagens históricas desse querido povo, como é o caso da popular marguerita.

Então, se você também é um apaixonado por esse delicioso prato, prepare-se para conhecer um pouco mais sobre a história da pizza marguerita! Vamos lá?

A história da pizza marguerita: fazendo média com a realeza

No início do século XVIII, os povos provenientes da Fenícia tinham como costume o preparo de pães com diversos tipos de coberturas. Com isso, foram surgindo inúmeros formatos, até o momento em que se chegou a um modelo com a forma de disco e coberto, saborosamente, por carne e legumes.

Com o passar dos anos, essa mistura acabou chegando à Itália, que, com toda a sua criatividade culinária, aperfeiçoou a prática, fazendo uso de bons ingredientes, mas agora acrescentando alguns dos elementos hoje essenciais: o queijo e o tomate. E assim nascia a nossa amada pizza.

Com o crescimento da culinária no país (por volta de 1889), em uma viagem ao porto italiano, o rei Umberto I e a rainha Margherita de Savóia decidiram provar essa famosa iguaria de uma das pizzarias da região, que já eram bem conhecidas naquela época.

Como os nobres não se reportariam até o restaurante, ordenaram que a massa fosse levada até eles, a fim de serem surpreendidos com a bela especiaria.

O escolhido para a difícil tarefa de conquistar o paladar real foi o pizzaiolo Raffaele Esposito, que, para agradar a realeza, cobriu o prato com um saboroso molho de tomate e acrescentou por cima queijo e manjericão, formando as cores da bandeira da Itália.

Além disso, com o intuito de homenagear a realeza, deu à sua obra prima o nome da rainha: Margherita. Inicia-se, assim, a história desse já tradicional e querido sabor.

A receita foi um sucesso e logo caiu no gosto de todo o povo italiano. Aos poucos, foi alcançando seu sucesso e conquistando o mundo, tanto que está nos cardápios de praticamente todas as pizzarias até os dias atuais!

A tradição da culinária italiana: paixão pela massa

Os italianos são muito conhecidos pela grande quantidade de receitas que produzem utilizando a massa à base de trigo como ingrediente principal de sua culinária, a exemplo dos deliciosos pães e macarrões dessa região.

Suas pizzas, por exemplo, têm como característica principal uma massa mais fina, leve e crocante, dando à tradicional marguerita uma deliciosa base para a combinação dos demais ingredientes.

Seu formato arredondado é também típico da tradição italiana de fazer pizzas. Segundo as regras de quem entende do assunto, é necessário que sejam respeitados cerca de dois dedos de distância da borda para que o molho comece a ser espalhado e os outros ingredientes possam ser introduzidos.

O preparo da receita: ingredientes e sabores incomparáveis

Apesar de difundida em todo o mundo, a deliciosa e tradicional pizza marguerita italiana é feita com itens frescos e selecionados, o que proporciona ao paladar uma experiência única.

Um exemplo é o fato de algumas pizzarias da Itália utilizarem o tomate vesúvio, que são conhecidos como os melhores e mais cremosos, para o molho de suas pizzas margueritas, típico da região de Nápoles.

Além disso, o uso do manjericão nessa receita, bem como da muçarela, também deve seguir um rigoroso padrão de qualidade, assim como quaisquer outros, para que possam integrar o delicioso prato.

Como a histórica pizza marguerita é feita

Como mencionado acima, em toda a produção culinária conhecida mundialmente, essa pizza não permaneceria em nossa história se não fossem utilizados em sua confecção ingredientes essencialmente frescos, de ótima qualidade e que dão ao prato características especiais e sensações únicas ao paladar.

Elaborada com uma deliciosa massa à base de trigo, açúcar, sal, azeite, água e fermento, a marguerita compõe-se de um molho natural composto por tomates frescos. Logo em seguida, acrescenta-se uma quantia suficiente para cobrir a massa de queijo muçarela e, por cima, colocam-se generosas fatias de tomate, folhas frescas de manjericão, azeitonas pretas graúdas e orégano.

Todos esses elementos são distribuídos sobre a massa sem exagero nas porções, o que, segundo os mestres pizzaiolos, é um detalhe que confere às suas pizzas uma valorização do sabor, sem comprometer a degustação de cada um dos itens que as compõem.

As protagonistas de uma história: prova viva de um sucesso

Não há como fazer menção à história da marguerita sem falar da pizzaria que deu origem a ela — ou melhor: “as pizzarias”.

Clássicos endereços italianos, como Port’Alba e Brandi, intitulam-se como os reais protagonistas e criadores do nobre prato. Com origem incerta e não sabida, ambos ainda existem e permanecem em pleno funcionamento há mais de 100 anos na região de Nápoles, pertencente à Itália.

Portanto, caso esteja de passagem por essa linda cidade, vale muito a pena fazer uma visita aos locais destacados e conhecer um pouco mais de seus sabores.

Vale ressaltar que os dois nomes também são considerados as pizzarias mais antigas do mundo, servindo sabores tradicionais como a napolitana e a marinara, composta de molho de tomate, alho, manjericão e azeite.

Ficou com água na boca, né? Esperamos que tenha gostado de conhecer um pouco mais sobre a história da pizza marguerita, que, mesmo depois de um século de tradição, continua sendo um sucesso em todo o mundo.

Mas, antes de pensar em sair para comprar a sua, que tal fazer o pedido online, no conforto de sua residência, aqui mesmo, em nosso site? Depois, comente o que achou dessas curiosidades e compartilhe com a gente caso tenha alguma receita de pizza caseira. Quem sabe você não dá início a um novo sucesso com sua receita?

E não se esqueça de assinar a nossa newsletter, deixando o seu e-mail logo abaixo do artigo, para receber mais novidades e curiosidades desse delicioso universo.

Coloque o seu e-mail abaixo e receba em primeira mão as novidades do blog!
Compartilhe: Share on FacebookTweet about this on TwitterEmail this to someone

COMENTÁRIOS: